TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

CURSO DE FABRICAÇÃO DE SANDÁLIAS  E CHINELOS PERSONALIZADOS

CHINELO-COM-BIJUTERIAS-2.PNG

      Este ‘curso grátis de fabricação de chinelos personalizados’ tem como intenção apresentar as diversas opções existentes de tipos de borrachas microporosas, máquinas de cortar chinelos e acabamentos personalizados  disponíveis no mercado.  Abrangeremos vários tópicos que serão muito úteis na implantação segura de seu negócio de sucesso. Adquirir o máximo de informações possível é muito importante para que não aconteçam erros que poderão gerar prejuízos e transtornos.

 

 

 

  Abrangeremos pontos como:

1 -Fazer chinelos dá dinheiro?

2 -Como se faz um chinelo?

3 -Como adequar o tipo de borracha microporosa empregada para fabricar  chinelos ao perfil do consumidor que se quer atender?

4 -Como escolher a melhor borracha microporosa das opções disponíveis no mercado para a fabricação de chinelos e sandálias?

 

5 -Qual a quantidade de solados para chinelos que tiramos em uma placa de borracha microporosa?

 

6 -Como escolher a melhor máquina de cortar chinelos personalizados, e qual o modelo ideal para cada tipo de fabricação?

 

7 -Como escolher a melhor máquina manual de cortar chinelos para começar seu negócio de sucesso?

 

8 -Como escolher a melhor máquina automática de fazer chinelos para começar seu negócio de sucesso?

 

9 -Como escolher a melhor máquina de fazer chinelos e sandálias para começar a sua indústria de sucesso?

 

10 -Como fazer sandálias e chinelos personalizadas com estampas usando silks creen?

 

11 -Como fazer chinelos e sandálias personalizadas com estampas usando sublimação diretamente sobre a borracha microporosa?

 

12 -Como fazer sandálias e chinelos personalizados com estampas usando Siblifilm em subistituição de tecidos para sublimação?

 

13 ---Como fazer sandálias e chinelos personalizados com estampas usando o sistema transfer?

 

14 -Como fazer chinelos e sandálias personalizadas usando outras alternativas digitais?

 

15 -Como fazer chinelos e sandálias personalizadas com estampas usando termo colantes para a aplicação de tecidos variados e coloridos?

 

16 -Seria possível fazer sandálias e chinelos usando peles maturais ou sintéticas?

 

17 -Como fazer sandálias e chinelos personalizadas usando adereços como strass, piercing e bijuterias?

 

18 -Como colocar o logotipo da sua marca nos chinelos e sandálias.

19 -Como atrair o olhar dos clientes e agregar valor aos chinelos e sandálias depois de prontas?

20 -Chinelo é tudo igual ou tenho como criar um modelo próprio? 

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG
CHINELO-DA-DINHEIRO.PNG
1  ---Fazer chinelos dá dinheiro?

A resposta para esta pergunta certamente é  sim.

Por se tratar de um produto altamente popular, de alto giro, cada habitante do país tem pelo menos um par de chinelos ou sandálias.  Não é um produto de alta durabilidade, se fazendo necessária a sua reposição de tempos em tempos.  É um produto bonito e que dá conforto,  é um item que anda sempre seguindo a moda do momento. Chinelos personalizados com motivos pele de oncinha, zebra, jacaré, couro, metalizados, desenhos de super heróis fazem a cabeça das crianças. Quando um filme está em cartaz logo surgem os chinelos inspirados neles, personagens da TV, games, músicas, datas comemorativas, festas, aniversários, casamentos e muitos mais temas levam as pessoas a comprar ‘’mais um par de chinelos’’ só porque a estampa está na moda. As mulheres possuem vários pares de chinelos personalizados,  para ter sempre um que combine com as roupas que ela tem no armário.

Que o negócio de fabricar chinelos personalizados é bom não há dúvidas. Resta saber se quem estiver tentando abrir um negócio assim, ‘gosta’ mesmo da atividade ou está só arriscando mais alguma coisa. Quem pegar o gosto pelo produto vai se dar bem. Basta não se esquecer de montar uma loja virtual, para vender para todo o Brasil e até o exterior. Visitar lojas físicas das redondezas e pesquisar qual o tipo de chinelo as pessoas mais compram ou procuram em sua região e não têm encontrado.  Pesquisar tendências do mercado e principalmente usar a imaginação e a criatividade é muito importante para o sucesso.  Fazer o que gosta,  e ainda se sentir realizado, realizando algo que lhes permite mostrar todo seu potencial e do que são capazes.       

chinelo chic.gif
TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

2---Como se faz um chinelo ou sandália?

Primeiramente vamos esclarecer porque trataremos o produto por dois nomes, chinelos e também sandálias. Por razões regionais, em algumas partes do país o produto é conhecido e tratado por um nome e em outras por outro, respeitaremos aqui as duas ou mais nomenclaturas do mesmo produto.

Mas voltando à confecção de chinelos e sandálias. O processo parece que é muito simples, bastando cortar a borracha no formato do solado, fresar os furos usando uma fresadora e colocar as tiras. Mas para se ter qualidade nesse processo, conforto e produtividade, devemos tomar alguns cuidados.

Saber escolher uma borracha de qualidade. Escolher uma máquina de corte que não deixe rebarbas, não canse, não quebre , tenha garantia, procedência e seja produtiva. Conhecer os processos de personalização, impressa ou por aplicação. E saber escolher uma fresadora de furos que não seja de broca e furadeira barata, que deixam os furos tortos e com péssimo acabamento. O sucesso ou o desanimo que seu novo negócio vai lhe proporcionar, vai depender de atitudes e decisões que deverão ser avaliadas antes de qualquer iniciativa. Este curso inédito pelo seu conteúdo e verdadeiramente grátis, vai lhe ajudar nessa iniciativa.

Caso reste alguma dúvida, colocaremos nossos 32 anos de experiência no ramo de corte e produção a sua disposição, contate-nos.

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

3 ---Como adequar o tipo de borracha microporosa empregada para fabricar chinelos ao perfil do consumidor que se quer atender?

 

Um dos processos que temos que nos preocupar ao montar uma fábrica de chinelos e sandálias, é se adequar ao público alvo que queremos atingir. Se morarmos em uma região de praia, ou se lá for seu local escolhido para a venda de seus chinelos e sandálias, estes deverão ser simples, mas coloridos. Normalmente teremos que escolher a borracha microporosa de qualidade, que comprovadamente não tenham problemas com desbotamentos de cor. Para se conseguir isso teremos que exigir alguma garantia do fornecedor de borrachas e mesmo assim fazer testes, deixando um pedaço de borracha microporosa exposta ao sol direto por alguns dias ou semanas, e outro similar guardado na sombra pelo mesmo período. Se apresentarem diferenças com poucos dias, significa que seus chinelos e sandálias ficarão desbotados em pouco tempo, comprometendo a qualidade e também a imagem de sua empresa.

Caso seus clientes sejam de hábitos urbanos, não teremos esses problemas, a não ser que usem seus chinelos e sandálias em regiões muito ensolaradas ou uso freqüente em piscinas.

Caso sua produção de chinelos e sandálias seja destinada para a área de brindes, o preço das borrachas microporosas vão influenciar muito em seu custo e no sucesso de seu negócio. Neste caso, produzir chinelos e sandálias para essa finalidade não exige muita qualidade, pois o custo final vai influenciar mais que a qualidade. Pesquise preços de borracha e tiras de ‘média’ qualidade, mas sempre peça amostras, pois existem produtos de baixíssima qualidade no mercado, que poderão prejudicar sua imagem. Sempre dê preferência em comprar borrachas microporosas de fabricantes, mas em alguns atacadistas poderão se encontrar bons preços.

Mas quando se vai produzir chinelos e sandálias de qualidade, todos os itens empregado também terão que ser da melhor qualidade. Veremos abaixo o que define a qualidade da borracha microporosa a ser utilizada.  

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

4 ---Como escolher a melhor borracha microporosa das opções disponíveis no mercado para a fabricação de chinelos e sandálias?

 

Existem muitas opções de borrachas microporosas para a fabricação de chinelos e sandálias no mercado, o que as difere é a qualidade e a finalidade desejada. As borrachas microporosas são compostos químicos de vários produtos, geralmente mais de vinte itens são usados em sua composição, mas apenas dois se destacam. A borracha natural, vinda do Látex e o Etileno acetato de Vanila (E.V.A.) derivada do petróleo. A borracha é o composto que dá a qualidade à borracha microporosa, mas ela sozinha seria um produto compacto e desconfortável para a fabricação de chinelos e sandálias, aí entra o EVA na composição. O EVA é um material ‘espumante’, ele é responsável por formar as micro bolhas no interior da borracha, tornando-a macia, com micro poros, daí o nome  borracha microporosa.

Mas o EVA não traz só qualidades à borracha microporosa, em excesso torna a borracha leve, dura, quebradiça e altamente deformável se for usado em mais de 20% na composição da borracha microporosa. Borrachas com 30% de EVA (30/70) não costumam ser de boa qualidade, mas têm um custo menor.

Quando for comprar suas borrachas para a confecção de seus chinelos e sandálias, leve isso em consideração. Isso evitaria que seus chinelos e sandálias tenham problemas de qualidade e durabilidade. Mais uma vez lembramos que pedir amostras aos fabricantes é importante, pois muitos vendedores faltam com a verdade na hora de informar a real composição de suas borrachas para chinelos. Um outro fator muito importante, é que o corte das borrachas microporosas que contenham muito EVA na sua composição, sempre ficam com um aspecto muito ruim depois de cortadas. As laterais dos chinelos ficam com marcas ‘como escamas’, com aspecto de ‘raspado’ muito feio. Isso não ocorre com borrachas com menor percentual de EVA. As borrachas sintéticas são as que apresentam melhor aspecto depois de cortadas. VEJA NO EXEMPLO ABAIXO.

TIPOS DE BORRACHA.gif

Falaremos das borrachas microporosas sintéticas ou 100% borracha.  Estas borrachas sintéticas para fazer chinelos e sandálias, são chamadas de SBR. Quando as borrachas são feitas com materiais de qualidade,  resultam em produtos excelentes e de alta qualidade, como as borrachas usadas nas mais tradicionais marcas do mercado. Como o próprio nome já diz, em sua composição não contém borrachas naturais, são compostas exclusivamente de produtos de procedência sintética. São  fornecidas em placas de 14 a 16mm de espessura, geralmente um pouco menores do que as placas de borracha composta como vimos acima. Também são encontradas placas menores, com espessuras desiguais, um lado mais grosso que o outro, para que sejam produzidas solados ‘anabelados’ , onde a parte do calcanhar fica mais alta, e a frente mais baixa, trazendo mais conforto e elegância. Mas por serem um pouco menores,  estas placas de borracha sintética acabam tendo um custo não muito compensador para quem quer fazer um produto de baixo custo. Reserve as borrachas anabeladas para produzir chinelos mais elaborados e de um nível melhor, portanto mais caros, e com margem de lucro também maior.         

Ainda tratando de qualidade, as tiras não poderiam ficar sem fazer-mos alguns comentários. Elas é que realmente ficarão aparentes depois de calçadas nossas sandálias, portanto muita atenção em sua escolha. Notem na imagem abaixo a diferença de qualidade entre os dois exemplos. Feitas de materiais sem qualidade ficam sem brilho e cores desbotadas, quebram com facilidade e fatalmente afastarão seus clientes caso sejam usadas em suas sandálias e chinelos. Existem vários fabricantes de tiras para sandálias no mercado, alguns nem existem como empresa, são informais, e seus produtos só podem ser encontrados em lojas onde se encontras as borrachas microporosas. Encontrar seus produtos será mera sorte, mas não temos como ter certeza que continuaremos encontrando essas tiras para chinelos e sandálias da próxima vez que tiver-mos que comprar.  Recomendamos fabricantes idôneos e que prezam pela qualidade, um exemplo é a Adiplast. 

QUALIDADE DAS TIRAS DE CHINELO SANDÁLIA PNG.png

Abaixo podemos ver um colocador de tiras em chinelos e sandálias muito simples e funcional. Fica fixo em uma mesa ou bancada, basta introduzir o gancho no solado da sandália, posicionar a trava da tira e puxar.

colocando-tiras-em-sandálias.png

Acima temos as imagens de um colocador de tiras mais profissional e confortável de se operar. Basta introduzir o gancho da máquina no solado do chinelo, posicionar a trava da tira no gancho e puxar a alavanca de modo suave e confortável. Uma excelente opção para quem produz grandes quantidades de sandálias e chinelos.

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

5 ---Qual a quantidade de pares de solados para chinelos que conseguimos tirar de uma placa de borracha microporosa?

A quantidade de solados que conseguiremos tirar de uma placa de borracha microporosa vai depender de dois fatores:

O principal fator que importa é o tamanho da placa. As máquinas de fabricação (expansão) da borracha micro porosa não são padronizadas, ficando assim a critério dos fabricantes de borracha o tamanho de suas máquinas. Assim eles terão medidas de placas de borracha microporosa diferentes dos demais fabricantes, o que causa um problema para os fabricantes de chinelos e sandálias. Vale atentar para um detalhe ainda neste tópico, placas grandes darão melhor aproveitamento do material, pois ao se fragmentar a borracha em tiras para entrar nas máquinas de corte, sobrariam menos retalhos, que nem sempre darão para serem usadas para o corte de solados, gerando desperdício de borracha. Mas geralmente placas grandes, são as que contêm uma porcentagem maior de EVA, sendo então as que merecem maior cuidado na escolha. As placas de SBR geralmente, por sempre serem menores, que darão o pior aproveitamento de solados por placa, mas ganham em muito quanto à qualidade. As placas de borracha costumam ter o tamanho muito variado, vão de 60cm de largura a quase um metro, e o comprimento pode ir de próximo de um metro, a mais de um metro e meio. Para cortar as placas em tiras ou pedaços, recomendamos montar uma mesa de corte, que nada mais é do que uma placa de madeira um pouco maior que a placa de borracha que usamos, e para fazer o corte, basta um bom estilete e uma régua longa. Mas para quem quer algo mais preciso e seguro para o corte das borrachas, existe uma máquina de cortar borracha, onde as medidas de todos os solados já estão todas gabaritadas, tornando o trabalho de cortar a borracha muito seguro, preciso e confortável. Veja a imagem abaixo.

CORTADEIRA.gif

Cortadeira de borracha microporosa para sandálias Polymak PCT.

O segundo fator que importa no aproveitamento das placas de borracha microporosa, é o tipo da máquina de corte de chinelos e sandálias que for usada para o trabalho. Quando usamos máquinas pequenas de cortar chinelos, que cortam apenas um pé de cada vez, haverá um desperdício de próximo de 15%, pois perdemos uma certa quantidade de material ao redor de todo o solado , por volta de 1cm de cada lado. Quando usamos facas duplas para cortar chinelos, ou seja, arranjadas uma ao lado da outra, de preferência uma invertida da outra, elas se encaixam e deixamos de perder uma boa porção de borracha microporosa nessa opção. Veja imagens mais abaixo. Portanto máquinas para cortar chinelos e sandálias de corte duplo, podem até custar um pouco mais caro, mas se pagam em pouco tempo,  e depois darão muito mais lucro que máquinas de cortar chinelos em um pé de cada vez. O barato sempre custou caro.

Importantíssimo também relatar que, para se tirar o máximo de aproveitamento de solados por placa de borracha, só se consegue com as máquinas que cortam as placas inteiras em uma só operação, corta toda a placa de uma vez só,  são as máquinas industriais que falaremos mais tarde. São capazes de cortar mais de 20 pares de uma vez, em segundos. Os conhecidos ‘balancins hidráulicos’ muito usados na indústria calçadista também dão um bom aproveitamento, mas nelas o trabalho de corte de chinelos e sandálias, além de cansativo e lento, é muito perigoso.

EM MÁQUINAS INDUSTRIAIS TIRAMOS 13 PARES COM CERTA FOLGA

CORTE DE CHiNELOS DE TAMANHOS VARIADOS.gif

EM MÁQUINAS INDUSTRIAIS TIRAMOS 12 PARES SEM PROBLEMAS

CORTE DE CHINELOS DE MESMO NUMERO.gif

A forma com que foi cortada a placa de borracha microporosa, para que seja utilizada na máquina de cortar chinelos e sandálias também importa muito no aproveitamento do material e evitar desperdício. Verificaremos abaixo que as máquinas que mais desperdiçam borracha microporosa, são as máquinas que cortam um pé de cada vez, e se a borracha for cortada em pequenos retângulos haverá um desperdício ainda maior. Opte por máquinas de cortar chinelos que aceitem que a borracha microporosa possa ser usada nela sempre em tiras longas, para que o espaço perdido entre um corte e outro seja sempre o mínimo possível.

As máquinas de cortar chinelos em pares são as mais viáveis em matéria de custo/benefício, produção e de aproveitamento das borrachas. Também opte pelos equipamentos que aceitarem trabalhar com a borracha microporosa em tiras e não em pedaços. Comprar pela internet borrachas já fracionadas em pedaços menores, já prontas para uso, sempre ocasionarão um custo a mais em seu produto, pois além de se estar pagando mais pela placa já cortada, as borrachas microporosas vendidas em pedaços têm o tamanho padronizado. Dimensionadas para acomodarem até as numerações maiores, como as 43/44 , geram muito desperdício quando usamos essas placas pré cortadas para cortar numerações menores como as 37/38. Portanto o custo do seu chinelo 27/28 terá o mesmo custo de produção dos grandes 41/42, o que inviabilizará seu custo de venda, pense bem nisso.  Optar por máquinas pequenas, para o corte de apenas um pé de cada vez , pode até ser uma forma de começar seu negócio gastando menos, mas temos que lembrar que sempre cortar em corte duplo, dará um custo bem menor.  Veja abaixo um exemplo desse desperdício.

CORTE DUPLO DE CHINELOS.gif
CORTE DE UM PÉ.gif

REPAREM QUE NA MESMA PLACA, SE CORTAR-MOS EM PEDAÇOS PEQUENOS, JÁ NÃO TIRAREMOS MAIS O MESMO NÚMERO DE SANDÁLIAS.

Como vimos acima, quanto menor o pedaço de borracha microporosa for cortada para entrar nas máquinas de fazer chinelos, maior será o desperdício e maior o custo de produção. Evite também comprar placas já pré cortadas, a não ser que o seu modelo de negócio absorva o maior custo da borracha. 

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

6 ---Como escolher a melhor máquina de fazer chinelos personalizados, e qual o modelo ideal para cada tipo de fabricação?

Chegamos enfim a um dos principais pontos de dúvida para quem pretende abrir um negócio de fabricar chinelos e ter sucesso nele.

Antes não podemos deixar de dar um alerta. O mercado está inundado de modelos de máquinas de cortar chinelos e sandálias, que se dizem prestar para esse fim, mas nem todas cumprem sua função. Feitas em quintais por curiosos e vendidos em sites de comércio, estão sempre em ofertas de menor preço pela Net. Estas lojas virtuais não dão respaldo a reclamações, e quando acontecem, esses anunciantes inconseqüentes, simplesmente desaparecem.  Normalmente esses aproveitadores reaparecem logo, mas com outros nomes, e continuam a lograr os compradores desinformados que só buscaram por preços baixos, achando que estão fazendo um excelente negócio comprando uma máquina 'baratinha'. 

‘’A máquina mais cara, é aquela que não produz.”

 

Se pensarmos em procurar um equipamento usado, de segunda ou terceira mão, poderemos nos deparar com duas situações. A primeira é de termos dado sorte, por ter encontrado um bom equipamento desfeito por alguém que já progrediu e comprou um equipamento ainda melhor. Ou podemos nos deparar com algum daqueles equipamentos baratos que nunca funcionaram e os donos só  estão se livrando deles o quanto antes.   Então tenha muito cuidado, antes de comprar uma máquina de fazer chinelos e sandálias usada, consulte se ela tem um fabricante responsável, que passe confiança e forneça peças se preciso.

 

Recomendamos também que adquira  sua máquina de fazer chinelos e sandálias sempre completas, em Kits, pois nem sempre as facas e máquinas combinam umas com as outras, resultando em conjuntos que podem não funcionar bem. Máquinas boas não funcionam bem com facas ruins, e facas boas não cortarão bem se usadas em máquinas ruins. Evite máquinas de baixo custo por sua fragilidade. São concebidas de forma precária somente para não serem pesadas e custarem pouco no momento do envio pelo correio. Frete grátis geralmente é indício de máquina ruim. O mesmo ocorre com as facas. Encontramos no mercado boas facas ''altas''  feitas totalmente em ferro, que trabalham satisfatoriamente, mas também são encontradas facas de ferro com lâminas baixas, muito mais baratas, usadas para o corte de produtos de menor espessura, mas que têm sido usadas para a fabricação de facas para chinelos e sandálias, o resultado geralmente não é satisfatório pois deixam marcas na borracha depois do corte.

 

 

   

Falaremos agora de cada tipo de máquina de cortar chinelos e sandálias.  Tipos de acionamento, produção, aproveitamento da borracha microporosa, esforço físico, conforto, facas utilizadas, e algo mais sobre cada uma.

MAQUINAS DE CORTAR CHINELOS PC1 E PV.gif

MAQUINAS  DE CORTAR CHINELOS MANUAIS  POLYMAK MODELO PC1 E PV 

-Máquinas de alavanca – São máquinas de cortar chinelos e sandálias manualmente, que são acionadas por um único movimento da alavanca. Podem cortar apenas um pé de cada vez ou um par de solados por acionamento. Estas máquinas de cortar chinelos de borracha microporosa manualmente são muito práticas e rápidas para produzir. As máquinas de cortar chinelos de alavanca necessitam de algum esforço para seu acionamento, mas não é cansativa a sua operação. Atente para o detalhe, que para uma máquina durar, a estrutura metálica deve ser a mais resistente possível, evitando deformações estruturais e deficiências no corte de seus solados. As máquinas que dispõe de fresadoras de furos acopladas ocupam menos espaço em seu negócio de fabricar chinelos e sandálias.

A produção por hora dos equipamentos citados é:

Modelo de alavanca Polymak PA  = 120 pares por hora

Modelo de alavanca Polymak PV  = 120 pares por hora

Modelo de alavanca Polymak PV2 = 180 pares por hora    

maquina de cortar chinelos manual PA PV PV2.gif

MÁQUINAS POLYMAK MODELOS      PA      PV     PV2

-Máquinas de acionamento hidráulico  -- São máquinas de cortar chinelos e sandálias movidos por um cilindro hidráulico. São estruturas de aço, muito  resistentes e em seu interior é montado um cilindro hidráulico que fará a força necessária para pressionar a faca contra a borracha microporosa para assim efetuar o corte dos chinelos e sandálias. Ao escolher esses equipamentos quando estivermos montando nossa fábrica de chinelos e sandálias, temos que observar alguns itens que farão muita diferença durante sua utilização. Primeiramente a estrutura, deve ser bem resistente para evitar que a máquina de cortar chinelos sofra deformações ou entorte, o que condenaria a máquina ao descarte. Outro fator é a capacidade de pressão do cilindro hidráulico, se este tiver capacidade abaixo de 6 toneladas, com certeza o operador terá que fazer muita força para trabalhar em sua máquina de cortar chinelos, pois a alavanca hidráulica se tornará muito difícil de ser acionada. Cuidado com muitos vídeos enganosos, onde vemos as máquinas hidráulicas de cortar chinelos sendo operadas com apenas ‘dois dedos’, isso é falso, pois isso leva a crer que todo o processo de corte será da mesma forma. Quando ‘bombamos’ na alavanca de acionamento do pistão hidráulico da máquina, enquanto a placa de pressão não encosta na faca de corte, o trabalho de acionar a alavanca do cilindro hidráulico realmente é muito leve.  Mas isso até que a placa de pressão chegue a tocar na faca sobre a borracha microporosa, daí em diante a potência do cilindro hidráulico fará a diferença. Uma máquina de corte de chinelos hidráulica com baixa capacidade de pressão faria o operador realizar um trabalho cansativo e desconfortável, que geralmente os vídeos não mostram. Uma boa máquina de cortar chinelos e sandálias deve ter no mínimo 15 toneladas de pressão, para que se torne uma máquina prazerosa de se operar. Máquinas de ainda maior capacidade, próximo de 20 toneladas, podem cortar até couro para a produção de rasteirinhas (veremos isso mais adiante).     Essas máquinas de cortar chinelos e sandálias são encontradas dimensionadas para cortar de um pé de cada vez, a até um par de solados por operação. As máquinas que dispõe de fresadoras de furos acopladas ocupam menos espaço em seu negócio de fabricar chinelos e sandálias.   

A produção por hora dos equipamentos citados é:

Modelo hidráulico Polymak  PH1  16 toneladas = 30 pares por hora

Modelo hidráulico Polymak  PH2   20 toneladas = 80 pares por hora

MAQUINAS DE CORTAR CHINELOS HIDRÁULICAS PH1  PH2gif.gif

  --Máquinas de fazer chinelos e sandálias tipo calandra.

São máquinas de corte que utilizam dois rolos para efetuar o corte de borrachas microporosas. Para fazer chinelos manualmente, máquinas de fazer chinelos e sandálias tipo calandra são uma das melhores opções. São constituídas com uma estrutura reforçada em dois tamanhos, dimensionadas para o corte de um pé ou um par. Basicamente elas têm dois rolos, o inferior em aço, que é responsável pelo movimento da faca, e um rolo superior, em aço e revestido com Nylon, este é responsável pela pressão necessária para cortar a borracha microporosa.

MAQUINA ELÉTRICA COM FACAS SIMPLES PC1.gif

MÁQUINA POLYMAK ELÉTRICA DE CORTE SIMPLES , PODE USAR FACAS SIMPLES COMO FACAS MULTIPLAS.

MÁQUINA MANUAL DE CORTE DUPLO.gif

MÁQUINA POLYMAK MANUAL DE CORTE DUPLO , PODE USAR FACAS DUPLAS COMO FACAS MULTIPLAS.

As facas de cortar chinelos que são usadas nestas máquinas de fazer chinelos, são do tipo gráfica, com base de madeira multilaminada especial, e lâminas de aço importado, e com fio temperado para maior durabilidade. Para que as máquinas de cortar chinelos realizem seu trabalho, basta colocar a borracha microporosa sobre a faca e introduzir entre os rolos. Caso a máquina de cortar chinelos tipo calandra não seja se acionamento elétrico, basta acionar manualmente a manivela, a máquina começa a puxar a faca com a borracha para entre os rolos, prensando o conjunto, esmagando a borracha microporosa contra as lâminas da faca, realizando o corte dos chinelos. Estas máquinas de cortar chinelos permitem o uso de borrachas cortadas em pedaços ou em tiras, o que, como já vimos anteriormente, economiza matéria prima.    Outra grande vantagem exclusiva das máquinas de cortar chinelo tipo calandra, é que as facas podem ser feitas com mais de um é ou com vários pares, o que permite que sejam cortados vários pares ao mesmo tempo. Podemos fazer as facas longas para cortar chinelos e sandálias com vários pares e do tamanho da tira toda da borracha microporosa, dando aproveitamento máximo da borracha e dando uma produção superior a outros tipos de máquinas. Veja abaixo, imagens de facas longas para cortar chinelos.

FACAS LONGAS PARA CHINELOS gif.gif

MÁQUINAS DE CORTAR SANDÁLIAS TIPO CALANDRA PODEM USAR FACAS LONGAS PARA MAIOR PRODUÇÃO          

As máquinas de cortar chinelos e sandálias tipo calandra para o corte de um pé de cada vez, podem ter acionamento manual como também automáticas, com opções em 110V ou em 220V.

A produção por hora dos equipamentos citados é:

Modelo de manivela Polymak PC1 =  50 pares por hora

Modelo automático Polymak PC1E = 70 pares por hora,  'com o máximo de conforto'.

Mas a produção pode ser 4 vezes maior com o uso de facas longas.   

MAQUINA DE CORTAR SANDÁLIA  CORTE UM PÉ.gif

MAQUINAS PARA CORTAR SANDÁLIAS MANUAIS E ELÉTRICAS CORTE SIMPLES 

As máquinas de cortar chinelos e sandálias tipo calandra para o corte de um par de cada vez, podem ter acionamento manual como também automáticas, com opções em 110V ou em 220V.

 A produção por hora dos equipamentos citados é:

Modelo de manivela Polymak PC3 = 100 pares por hora

Modelo automático Polymak PC3E = 160 pares por hora, 'com o máximo de conforto'.

Mas a produção pode ser 4 vezes maior com o uso de facas longas.   

MAQUINA DE CORTAR SANDÁLIAS CORTE DUPLO.gif

MÁQUINAS PARA CORTAR SANDÁLIAS MANUAIS E ELÉTRICAS CORTE DUPLO 

Finalmente apresentaremos o que há de mais produtivo em máquinas de cortar chinelos e sandálias para grande produção, em escala industrial. São as máquinas de corte e vinco para cortar chinelos e sandálias com tamanho suficiente para cortar uma placa de borracha microporosa inteira em uma única operação. Nessas grandes máquinas de cortar chinelos são usadas facas para cortar borracha microporosa com mais de 20 pares de tamanhos iguais ou variados dependendo da grade que for solicitada pelo cliente. Essas máquinas podem ser solicitadas para serem construídas em tamanhos variados, dependendo do tamanho da borracha que se tiver a pretensão de usar. São destinadas a empresas de fabricar chinelos e sandálias já estruturadas ou que já foram montadas para atender uma grande demanda de mercado. São naturalmente seguras, mas poderão receber mais itens opcionais e atenderem as normas de segurança vigentes impostas pelas autoridades competentes, a NR12.   

MAQUINA INDUSTRIAL DE CORTAR CHINELOS POLYMAK.gif

MÁQUINA INDUSTRIAL PARA CORTE DE SANDÁLIAS

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

7 ---Como escolher a melhor máquina manual de cortar chinelos para começar seu negócio de sucesso?

Para as pessoas que optaram por fazer chinelos e sandálias manualmente e têm dúvidas sobre qual máquina começar, daremos as dicas das características de cada uma, vantagens e desvantagens. As máquinas de cortar chinelos e sandálias de alavanca, são mais rápidas e produtivas que as hidráulicas, pois nestas precisaremos golpear a alavanca do cilindro hidráulico de 15 a 20 vezes para se efetuar o corte de um único pé ou até 25 golpes para cortar um par com conforto, usando uma máquina com capacidade de corte de até 20 toneladas. Nunca opte por máquinas hidráulicas de cortar chinelos e sandálias com capacidade inferior a 6 toneladas, o esforço do operador será muito maior. Porem o esforço necessário para cada operação de uma máquina de cortar chinelos de alavanca será um só, mais de maior intensidade. Mas entre os modelos de máquinas de cortar chinelos e sandálias, os modelos tipo calandra que usam manivelas manuais para seu acionamento, ganham de longe em esforço e produtividade. As manivelas são fáceis de girar e por comportarem facas longas, podem cortar vários chinelos e sandálias em um tempo menor, resultando menos tempo para produzir a mesma quantidade de chinelos e sandálias que os modelos de alavanca ou hidráulicas, e com muito mais conforto. As máquinas de cortar chinelos e sandálias do tipo calandra, acionadas por manivelas tem seu custo um pouco superior aos modelos de máquinas de cortar chinelos hidráulicas ou de alavanca, mas com tantas vantagens de conforto e produtividade, torna-se compensador o seu maior custo, já a curto prazo.

A produção por hora dos equipamentos ilustrados abaixo é:

Modelo  hidráulica  Polymak  PH  = 30 pares por hora

Modelo de alavanca Polymak PV = 120 pares por hora

Modelo de manivela Polymak PC1 =  50 pares por hora, mas a produção desta pode ser multiplicada por 4 vezes com o uso de facas longas.   

MAQUINAS BARATAS DE CORTAR CHINELOS.gif

MÁQUINAS ECONÔMICAS DE FAZER CHINELOS

FAZENDO CHINELOS COM FACAS LONGAS.PNG

MÁQUINA DE FAZER CHINELOS MANUALMENTE NÃO É SINONIMO DE BAIXA PRODUÇÃO, É PRECISO SABER ESCOLHER. VEJA ACIMA UM MODELO QUE USA FACAS MÚLTIPLAS.  

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

8 ---Como escolher a melhor máquina automática de fazer chinelos para começar seu negócio de sucesso?

Embora as máquinas de fazer chinelos manualmente sejam as mais indicadas para quem está começando seu negócio de sucesso, principalmente pelo seu menor custo, nada impede que, somente a custa de um investimento maior, se comece com mais conforto e produtividade optando por máquinas de cortar chinelos e sandálias automáticas / elétricas.

Para tal escolha, deve-se levar em conta apenas dois fatores. O primeiro fator é o tamanho da produção de sandálias e chinelos almejada, que só se consegue com uma máquina maior, tipo corte e vinco, como já vimos acima, capaz de cortar até 800 pares por hora. Não que desejássemos cortar mais de 6.000 pares por dia, que seria a produção diária de uma máquina de corte e vinco cortando chinelos e sandálias, mas pelo fato de que a produção de chinelos e sandálias desejada ‘do dia’, seja produzida em menos tempo. Isso deixaria mais tempo livre para as outras atividades que são: fresar, personalizar, montar e embalar os chinelos. O investimento em uma máquina de cortar chinelos e sandálias mais produtiva só fazemos uma vez, mas adquirir uma máquina improdutiva e cansativa de trabalhar faz qualquer um desistir do sonho de ter uma fábrica de chinelos e sandálias.

Para quem não quer abrir mão do conforto oferecido por uma máquina automática / elétrica de cortar chinelos e sandálias, e também quer uma produção satisfatória, a opção são as máquinas de cortar chinelos de mesa, as que apresentamos acima, Polymak PC1E e PC3E.    

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

9 ---Como escolher a melhor máquina de fazer chinelos e sandálias para começar a sua indústria de sucesso?

A escolha da melhor máquina de corte de borracha microporosa para montar sua indústria de chinelos e sandálias personalizadas e obter sucesso nela, vai depender de alguns fatores pessoais que tentaremos colocar em pauta agora.

 

-Se quem for operar a máquina de corte de sandálias for uma pessoa idosa, de baixo peso, portar alguma dificuldade física ou de movimentação motora, e ainda o investimento na compra do equipamento for limitado,  evite escolher as máquinas de alavanca, opte por modelos de máquinas de manivela ou hidráulicas. Sugerimos os modelos Polymak PC1, PC3 e PH1.

 

-Se quem for operar a máquina de corte de sandálias for uma pessoa idosa, de baixo peso, portar alguma dificuldade física ou de movimentação motora, mas busca conforto para trabalhar e o investimento na compra do equipamento não for limitado, evite escolher as máquinas de alavanca, opte por modelos de máquinas de manivela, hidráulicas ou preferencialmente  automáticas / elétricas. Sugerimos os modelos Polymak PC1, PC1E, PC3, PC3E, PH1 e PH2

 

-Se quem for operar a máquina de corte de sandálias for uma pessoa sem limitações físicas e o investimento na compra dos equipamentos for limitado, opte pelos modelos de máquina de cortar chinelos manuais por alavanca ou manivela, por terem um custo menor e serem produtivas, modelos disponíveis para um pé ou um par. As hidráulicas também são uma boa opção. Sugerimos os modelos Polymak PV1, PC1, PC3, PH1 e PH2

 

-Se quem for operar a máquina de corte de sandálias for uma pessoa sem limitações físicas e o investimento na compra dos equipamentos não for limitado, mas não almeja uma grande produção, opte pelos modelos de máquina de cortar chinelos manuais de manivela ou por alavanca, por terem um bom custo e serem produtivas, modelos disponíveis para um pé ou um par. As hidráulicas também são uma boa opção. Sugerimos os modelos Polymak PV1, PV2, PC1, PC3E, PH1 e PH2

 

-Se quem for operar a máquina de cortar de chinelos e sandálias não limitar muito o valor destinado a compra dos equipamentos e almeja uma maior produção, opte pelos modelos de máquina de cortar chinelos automáticas / elétricas por terem um bom custo e serem muito produtivas, modelos disponíveis para um pé ou um par. As hidráulicas não são uma boa opção, por serem mais lentas. Sugerimos os modelos Polymak PC1E com facas longas e PC3E com facas longas.

 

-Se quem for operar a máquina de cortar de chinelos e sandálias não limitar o valor destinado a compra dos equipamentos e almeja uma produção em escala industrial, deve optar pelos modelos de máquina de cortar chinelos tipo corte e vinco automáticas / elétricas, por terem um bom custo benefício pela produtividade que oferecem. Sugerimos os modelos Polymak P60E e P80F industrial. Conheça toda a linha de máquinas industriais da POLYMAK Máquinas.

 

p60E cilene e P80F.gif

FRESADORAS DE FUROS, UM ASSUNTO SÉRIO 

Não importa o modelo de máquina que você tenha escolhido para cortar seus solados para a fabricação de suas sandálias e chinelos. Para o processo estar completo e com qualidade, será necessário um bom equipamento para fresar os furos de sua sandália.  Opte por máquinas que se valem de pedras abrasivas para fazer o rebaixo na borracha microporosa, pois não é neste momento quase final que se deseja estragar todo o trabalho realizado até agora.

 

 

NA IMAGEM ABAIXO, REPAREM NO REBAIXO FEITO POR BROCA CHATA COM MOTOR TIPO FURADEIRA, REPARE NO PÉSSIMO ACABAMENTO.

O USO DE TIRAS RUINS COMPLETAM O VISUAL DE UM PRODUTO SEM VALOR 

FRESAGEM RUIM DE CHINELOS.png

Embora muito populares, as ‘’brocas chatas para furar madeira’’ têm sido muito populares na função de escariar os solados para a posterior colocação das tiras ao fazer chinelos e sandálias. Mas essas brocas têm o inconveniente de não terem sido desenvolvidas para isso, pois têm a função de raspar a madeira  deixando um bom acabamento na mesma. Mas isso não acontece quando utilizada em materiais flexíveis como a borracha microporosa.  Neste caso o processo de raspar a borracha microporosa deixa uma grande quantidade de rebarbas que geralmente aparece mesmo depois de montadas as tiras, diminuindo a qualidade do produto final. Essas rebarbas aumentam muito quando as brocas para furar madeira perdem o fio, exigindo constantes afiações. Essa falta de qualidade do resultado ainda piora quando o motor que aciona essas brocas são simples furadeiras domésticas, por serem de baixa rotação.  Lentas, barulhentas e de pouca durabilidade (sempre são utilizadas furadeiras chinesas de baixo custo)  essas furadeiras são um problema para quem pretende trabalhar em apartamentos, a noite ou nos finais de semana, por incomodar os vizinhos e até mesmo os próprios familiares, desmotivando a atividade que deveria ser prazerosa e com o aval de todos aos redor. Opte sempre por máquinas que utilizem pedras abrasivas que primam pela qualidade do acabamento, pois apenas ‘’lixam’’ a borracha, fazendo um acabamento perfeito. Opte também por máquinas equipadas com motores silenciosos de alta rotação e duplo sistema de refrigeração como os que indicamos abaixo.

Alguns fabricantes usam motores de Moto esmeril para montar duas fresadoras de furos. Estas têm uma rotação suficiente e ruído aceitável, mas por não disporem de sistemas de ventilação, não podem trabalhar por horas ininterruptas, pois superaquecem e ficam sujeitos a queima, normalmente o fabricante recomenda paradas constantes para resfriamento, ou seja, sua produção ficará parando a todo momento. Exija explicações detalhadas do fabricante a respeito disso antes de comprar.     

Para finalizar o tópico das fresadoras de furos, pense também na segurança, repare no risco que o operador dessas máquinas corre, se acidentalmente levar os dedos ao contato com essas afiadas brocas chatas de furar madeira, melhor nem pensar. Já as pedras abrasivas não oferecem riscos por não terem pontas, superfícies afiadas ou lâminas cortantes.

 

 

ABAIXO VEMOS EXEMPLO DE FRESADORAS QUE USAM PEDRAS ABRASIVAS.

REPARE NO ACABAMENTO PERFEITO DO ESCARIADO.

UM PRODUTO DE QUALIDADE EXIGE DETALHES PERFEITOS.

FRESADORA DE CHINELOS DE QUALIDADE.png
TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

10 ---Como fazer sandálias e chinelos personalizadas com estampas usando Silks Screen?

Como já abordamos anteriormente a fabricação de chinelos, chegou a hora de personalizar nossos chinelos e sandálias. Entre os processos de personalização dos chinelos que abordaremos, daremos destaque neste tópico a personalização por aplicação de uma imagem por impressão por Silk Screen. A personalização de chinelos e sandálias por silks creen consiste de aplicar uma camada de tinta através de uma tela pré preparada com a imagem desejada.

 

Para entendermos o processo, vamos imaginar primeiramente a tela, que se trata de um quadro ou moldura, feita de madeira ou alumínio, onde é aplicada em seu interior uma cobertura de uma tela extremamente fina por onde passará a tinta da impressão , (imagine uma peneira quadrada e com malha extremamente fina).    Para que se forme a imagem desejada, a tela é parcialmente preenchida com uma resina foto-sensível diluível em água, deixando passar a tinta somente onde não foi aplicada a resina.  O desenho que desejamos fazer em nosso chinelo e sandália, é previamente desenvolvido no computador e impresso um filme ou fotolito. Este  será usado para servir de mascara na hora de ‘revelar’ a resina. A resina foto-sensível é aplicada por toda a tela, deixa-a secar protegida da luz, em um local escuro, como dentro de uma caixa escura ou um armário. Depois da resina foto-sensível seca, o filme que fizemos é colocado sobre a tela e exposta a luz intensa, uma lâmpada forte ou no sol direto por alguns minutos. A área da tela resinada que, o filme que fizemos com o nosso desenho, ficou fazendo sombra, não recebendo luz, permanecerá diluível em água. Onde houve a incidência de luz, a resina sofreu uma reação química e deixo de ser diluível em água. Em seguida a tela precisa ser lavada com um jato de água. Onde existiu  nosso desenho fazendo sombra, a resina se dissolverá, ficando nesse ponto a tela limpa, sem resina, permitindo assim passar a tinta de impressão onde havia nosso desenho.

 

Para cada cor que desejamos aplicar nos nossos chinelos e sandálias, precisaremos de uma nova tela. Basta agora colocar a tela sobre o chinelo, colocar uma pequena porção de tinta sobre ela e passar um ‘rodinho’ apropriado para espalhar a tinta sobre a área da tela que ficou limpa ou vazada. Ao se retirar a tela, o desenho desejado ficou pintado sobre o chinelo. Esse passo será repetido para cada cor que desejarmos aplicar  aos chinelos e sandálias. Repita a operação de forma rápida sobre todos os solados que desejarmos. Esse processo também é usado para a personalização de camisetas e outros materiais. As tintas para serigrafia sofreram evoluções e algumas precisam ser conhecidas como o Plastisol.

 

O processo parece complicado, mas depois de que tivermos nossas telas prontas, este será o processo de impressão mais econômico para a impressão de chinelos e sandálias em larga escala. Os grandes fabricantes de sandálias usam esse processo pelo baixo custo de impressão e boa qualidade de impressão.

A Genesis tintas tem tintas apropriadas a essa finalidade além de dar curso sobre sua utilização.

TELAS_PARA_IMPRIMIR_SANDÁLIAS.png

TELAS DE SILK SCREEN                        PROCESSO DE IMPRESSÃO                     CHINELOS PRONTOS

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

11 ---Como fazer chinelos e sandálias personalizadas com estampas usando sublimação diretamente sobre a borracha microporosa?

Consideramos este processo de sublimação diretamente sobre chinelos e sandálias a forma mais prática de personalizar seus produtos. Neste processo de personalizar chinelos e sandálias usando sublimação, não usaremos borrachas com tecidos de poliéster ou aplicação de resinas, faremos da forma mais simples e fácil, embora o resultado seja um chinelo ou sandália com pouco brilho e restrito a borrachas microporosas ‘brancas ou de cores bem claras' , pois como a sublimação é transparente, não é possível se ter o resultado esperado usando borrachas microporosas escuras. 

Para dar inicio a personalização de chinelos, novamente temos que primeiramente desenvolver a imagem que se deseja aplicar nos chinelos e sandálias no computador, introduzindo nela textos, datas ou fotografias. Depois basta imprimir a imagem desejada, usando um papel apropriado para sublimação, em uma impressora sublimática, que se diferencia das normais por não usar cartuchos normais, e sim reservatórios de tinta externos, onde são colocadas as tintas especiais para sublimação. Essas impressoras são facilmente encontradas na internet ou em grandes papelarias, As melhores são as que foram desenvolvidas para essa finalidade, sem adaptações, a Epson faz as melhores e dão garantia, o que não ocorre com as impressoras de outras marcas que foram adaptadas para essa finalidade. Pesquise Epson L395 ou L396 , as mais profissionais com Scaner. Epson L380, com Scaner. E finalmente o modelo Epson L120, a mais econômica mas sem Scaner.  Veja um vídeo comparativo:   https://www.youtube.com/watch?v=dX5Dj-KOCwk

 

Para que aconteça a personalização dos chinelos e sandálias, basta colocar o papel impresso com tinta sublimática que acabamos de produzir, sobre o solado do chinelo com a tinta voltada para a borracha microporosa. Pode ser o solado já cortado ou uma placa de borracha para ser cortada depois de personalizada. Para ocorrer a transferência do desenho impresso com tinta sublimática para a borracha microporosa, é preciso uma combinação de pressão, temperatura e tempo. Alguns curiosos usam até um simples ferro de passar roupas caseiro para aplicar a pressão e a temperatura necessárias para a transferência da tinta para a borracha microporosa, mas esse processo causa muitas falhas e imperfeições ao processo, perdendo o papel impresso e muitas vezes também o solado, aumentando o custo e causando despesas indesejáveis. Para uma trabalho profissional é necessário a utilização de uma máquina chamada ‘prensa térmica’, que usa uma placa aquecida com temperatura monitorada por um termostato digital, um temporizador e um sistema de regulagem de pressão graduado, para que todas as personalizações  saiam todas iguais e perfeitas , reduzindo o tempo da personalização de chinelos e sandálias.

prensa termica.png

ESCOLHA SEMPRE UMA PRENSA TÉRMICA ADEQUADA AO SEU TRABALHO 

Depois que foi dado o tempo ideal para que ocorra a sublimação da borracha microporosa, basta abrir a prensa térmica e retirar o papel de sobre a borracha e o trabalho já está pronto. Basta cortar a borracha usando uma boa máquina de fazer chinelos, fresar os furos e colocar as tiras. São oferecidas no mercado, resinas que quando aplicadas dobre a borracha microporosa, antes e depois da sublimação, melhoram a qualidade da imagem e dão até mais brilho ao seu chinelo ou sandália depois de prontos (Genesis tintas). Essas resinas dão um pouco de trabalho na preparação e aplicação, e se não forem bem aplicados podem causar rachaduras ou descascamentos da impressão depois de secos.

Consulte um bom fornecedor desses produtos antes de arriscar comprar produtos sem receber o devido treinamento, recomendamos a Genesis tintas. Outra recomendação é que, antes de qualquer tentativa de personalização de seus chinelos e sandálias, a borracha microporosa precisa ser limpa de qualquer contaminação e sujeira usando álcool de preferência o isopropílico, isso garantirá uma perfeita nitidez da imagem e evitaria manchas na impressão. Nunca use álcool gel para essa limpeza, por deixar resíduos de gel.

Existe um produto, chamado de ‘película premium’ (na HR termocolantes), que é uma lâmina plástica transparente, que aplicada sobre a impressão, usando uma prensa térmica, dará ainda mais brilho e proteção à impressão personalizada. 

SUBLIMANDO CHINELOS-0.png

COLOCAR O PAPEL IMPRESSO SOBRE OS SOLADOS, APLICAR A TEMPERATURA / PRESSÃO / TEMPO RECOMENDADOS, E O CHINELO JÁ PODE SER MONTADO.

RECOMENDAMOS PROTEGER A IMPRESSÃO COM RESINA OU PELÍCULA PREMIUM.

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

12 ---Como fazer chinelos e sandálias personalizadas com estampas usando Sublimagic em substituição de tecidos para sublimação?

Mostramos anteriormente uma forma bem simples de personalização de chinelos e sandálias usando sublimação, mas sem a aplicação de tecidos e resinas. Também citamos que a utilização de tecidos e resinas sobre a borracha microporosa, dará mais brilho e nitidez às imagens aplicadas. Para se usar esse processo, temos algumas alternativas. Existem ofertas no mercado de borrachas microporosas já revestidas de tecido de poliéster para sublimação, mas que custam muito mais caro, o que pode inviabilizar os custos de seus chinelos e sandálias. Caso queira aplicar você mesmo o tecido de poliéster para sublimação, basta usar um produto especifico para essa finalidade, o produto é o adesivo ‘termocolante’.  Este produto consiste de uma lâmina bem fina de uma cola tipo Hotmelt (cola quente) fornecida em rolos. Basta colocar um pedaço de termocolante sobre um pedaço de borracha microporosa, cobrir com o tecido de poliéster, colocar em uma prensa térmica e aplicar o tempo, temperatura e pressão recomendadas pelo fabricante do termocolante ou ir avaliando resultados com testes já realizados, a fim de conseguir o melhor resultado. 

Ao final do processo, o tecido já está aplicado à sua borracha microporosa, pronta para receber a personalização por sublimação em chinelos e sandálias.  Sobre o tecido de poliéster, é recomendada a aplicação das resinas que já citamos anteriormente, a fim de se obter uma boa nitidez e bom brilho na personalização de chinelos e sandálias, pelo fato do tecido de poliéster ser fosco e áspero.  O processo de aplicação de resinas, tanto com ou sem tecido é o mesmo. A borracha precisa ser limpa de impurezas, receber a primeira mão de resina catalisada (ler o manual de uso de cada fabricante), esperar algumas horas, realizar a sublimação, e aplicar uma demão final de resina catalisada para dar proteção e brilho.

Para agilizar o demorado processo de personalização de chinelos usando tecido de poliéster citado acima, foi desenvolvido o produto Sublimagic. Esse novo produto consiste de um filme plástico, de acabamento acetinado, e que já vem com o termo colante aplicado em seu verso, bastando, depois da limpeza da borracha microporosa, cobrir um pedaço de borracha com uma camada de Sublimagic e colocar em uma prensa térmica, depois de alguns segundos a borracha está pronta para ser cortada ou sublimada, sem a aplicação de resinas. Os chinelos e sandálias personalizados usando Sublimagic, não precisam ser tratados com resinas, pois já saem do processo de personalização com um bonito brilho acetinado. 

A utilização do SUBLIMAGIC na personalização de chinelos e sandálias, além da praticidade e economia nas etapas de aplicação, trás a vantagem de ser na cor branca, cor que melhor serve de base para se personalizar chinelos e sandálias com qualidade.  O produto é ideal para a aplicação sobre borrachas microporosas de qualquer cor, inclusive as mais escuras.  Para uma ainda maior proteção da impressão, recomendamos a aplicação de uma camada de  ‘película premium’, que é uma lâmina plástica que aplicada sobre a impressão pronta, usando uma prensa térmica, dará ainda mais brilho e proteção à impressão personalizada, ficando esta, plastificada. 

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

13 ---Como fazer sandálias e chinelos personalizados com estampas usando o sistema transfer?

O sistema transfer também é muito usado para personalizar seus chinelos e sandálias com muita qualidade. Consiste em imprimir a imagem escolhida para a personalização de seus chinelos e sandálias em uma folha especial para transfer, usando uma impressora comum ou sublimação, e aplicar usando uma prensa térmica sobre a borracha microporosa antes ou depois de cortada em forma de solados. Apenas tome cuidado na escolha da impressora e do papel transfer, algumas impressoras podem danificá-lo durante a impressão. Sempre pensamos em dar o máximo de qualidade e durabilidade à personalização dos chinelos e sandálias que fabricamos, para isso podemos aplicar uma resina / cola sobre a borracha microporosa para que a folha do transfer ‘grude’ melhor sobre a borracha. Essa resina / cola tem o nome de Termofix.  Esse produto é transparente e pode ser aplicado à borracha microporosa com um pincel, rolinho ou um pequeno pano ou esponja, como se fosse fazer uma pintura. Depois de algum tempo a borracha já poderá receber o papel transfer e levado à prensa térmica para a finalização do processo.  Lembramos que a borracha deverá ser limpa de resíduos como já abordamos acima.  Outro macete para dar mais qualidade e durabilidade à impressão do papel transfer, é usar a sublimação para imprimir o papel transfer. Parece confuso, mas resumindo os passos a seguir são: gerar no computador a imagem desejada para personalizar os chinelos e sandálias, imprimir a imagem em papel especial para sublimação em uma impressora sublimática, colocar esse papel sublimático sobre uma folha de papel transfer, levar para a prensa térmica para sublimar o papel transfer com a imagem desejada, usar a folha transfer já com a imagem sublimada para aplicar sobre a borracha microporosa ou solado já cortado. O resultado será muito bom, mas o custo da sublimação será um pouco mais elevado. A grande vantagem desse processo é que a sublimação só pode ser usada sobre solados brancos ou bem claros , mas se antes sublimarmos no papel transfer e depois aplicar o papel transfer já impresso para o solado de borracha microporosa, podemos usar qualquer cor de borracha, pois o papel transfer é branco, e servirá de base para a sua impressão cobrir a cor do solado. O resultado será muito bom.  Devemos lembrar que sempre devemos imprimir nossas imagens espelhadas, pois os processos de personalização de chinelos expostos aqui sempre invertem as imagens depois de aplicados. Existe um produto, chamado de ‘película premium’, que é uma lâmina plástica que aplicada sobre a impressão pronta, usando uma prensa térmica, dará ainda mais brilho e proteção à impressão personalizada. 

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

14 ---Como fazer chinelos e sandálias personalizadas usando outras alternativas digitais?

Existem outras formas alternativas para personalização de sandálias e chinelos, mas devemos testar muito bem cada uma antes de investir nelas, por nem sempre serem as melhores, mesmo que tecnologicamente sejam mais avançadas.  Podemos encontrar algumas formas de imprimir diretamente nos chinelos e sandálias usando uma impressora jato de tinta especial, que tem uma gaveta móvel, levando para dentro dela os solados, e trazendo de volta os solados já impressos. Parece que funciona, mas soubemos de casos em que a tinta forma uma camada rígida sobre a borracha, que é flexível, formando rachaduras e descascados na camada de impressão, inviabilizando o processo. Essas rachaduras e trincas também acontecem quando exageramos na quantidade de resina que aplicamos sobre a borracha microporosa. Devemos ter muito cuidado ao utilizar as resinas por serem 'bícomponentes' , ou seja, para secarem precisam ser misturadas a um outro componente, um agente catalizador.  Caso essa mistura de componentes na hora da preparação não seguir corretamente as especificações do fabricante, um erro na adição do catalizador vai fazer endurecer muito rápido a resina, mas que poderá formar uma ‘casca dura’ que acaba rachando e saindo com facilidade, inutilizando o chinelo.   

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

15 ---Como fazer chinelos e sandálias personalizadas com estampas usando termo colantes para a aplicação de tecidos variados e coloridos?

Chegamos agora em um tópico muito interessante. Os termocolantes que já conhecemos acima para personalizar chinelos e sandálias, têm outras utilidades muito criativas, pois podemos com eles colar diversos materiais sobre as borrachas microporosas. Podemos não só aplicar sobre as borrachas o tecido de poliéster branco para sublimação, para depois sublimar uma estampa de ‘oncinha’ por exemplo. Podemos aplicar diretamente sobre a borracha microporosa, um tecido já estampado com imagem de pele onça, que poderá ser comprado ‘por metro’ em lojas de tecidos, dispensando a impressão de papel sublimático ou transfer. A grande variedade de tecidos que encontramos prontos nas lojas de tecidos, aliado ao baixo custo deles, torna essa idéia muito compensadora quando pensamos na personalização de chinelos e sandálias. Temos a disposição tecidos com estampas de peles de animais, como zebra, cobra, tigre entre outras.

Temos estampas com motivos infantis, com personagens, brinquedos, com motivos natalinos ou de eventos de época como páscoa e natal. Para quem gosta de proteger os tecidos impressos por sublimação como estes já coloridos que acabamos de sugerir, existe um material que é chamado de ‘Película Premium’, que nada mais é que um plástico transparente termo colante, que depois de aplicado sobre o tecido, o plastifica , dando brilho e proteção ao tecido, evitando que a tinta saia, desbote ou encarda com o uso. O efeito plastificado agrega valor a sua personalização de chinelos e sandálias.  

Outra boa opção é a aplicação de laminados plásticos sobre a borracha microporosa. Tecidos plastificados usados para forrar sofás e almofadas, como laminados plásticos coloridos ou imitando couro e similares, podem ser facilmente aplicados à borracha microporosa com a utilização dos termocolantes. Esses materiais são muito resistentes ao uso, não desbotam nem molham, dando muita durabilidade a sua personalização de chinelos e sandálias. 

APLICANDO-TECIDOS-EM-CHINELOS-USANDO-TERMOCOLANTE.PNG

NAS FOTOS ACIMA, TEMOS A SEQUENCIA DE PROCEDIMENTOS PARA APLICAR TECIDOS DECORADOS E COLORIDOS NAS BORRACHAS MICROPOROSAS USANDO TERMOCOLANTES.

 

ABAIXO TEMOS ALGUMAS AMOSTRAS DE CHINELOS E SANDÁLIAS PRONTAS 

chinelos colados.png
TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

16 -Seria possível fazer sandálias e chinelos usando peles maturais ou sintéticas?

Sim, sem nenhuma dificuldade seria possível fazer lindíssimos chinelos e sandálias usando peles naturais, como as de coelho, gado, peixe, cobra outras mais disponíveis no mercado (certifique-se da origem lícita desses materiais). A outra opção seriam as peles sintéticas, vendidas a metro, menos duráveis, mas com o preço muito mais acessível e fáceis de encontrar. 

Basicamente o processo consiste em colar as peles na borracha microporosa, cortar nas máquinas de fazer chinelos e sandálias, e colocar as tiras.   Mas temos que ter a atenção para que a colagem seja perfeita, recomendamos o uso de colas específicas para calçados. No exemplo que ilustramos abaixo, usamos a cola de contato Amazonas em Spray, mas pode ser utilizada também a cola de contato que vem em latas de um litro, seria uma opção mais econômica.   Além das instruções de uso que já vem nas latas de cola, recomendamos limpar muito bem a borracha microporosa com o próprio solvente de colas da mesma marca da cola escolhida.   Isso dará uma aderência muito maior à cola, garantindo a total satisfação de seu cliente. 

CHINELO SANDÁLIA DE COURO DE GADO.png

Na sequência de imagens, vemos o processo de colagem da pele natural de gado à borracha microporosa. Ao aplicar a cola, siga as instruções do fabricante. Um processo artesanal, mas que compensa com a qualidade do produto final, a beleza e elegância da sandália finalizada.   A alta margem de lucro que um produto desse nível proporciona, compensa e muito o investimento nesse nicho de mercado.

FAZENDO CHINELOS DE PELE 1.png

COLANDO A PELE SINTÉTICA NA BORRACHA MICROPOROSA E CORTANDO O SOLADO DA SANDÁLIA EM MÁQUINA DE CORTAR CHINELOS MANUALMENTE.

REVESTINDO TIRAS DE CHINELOS COM PELES.png

AO REVESTIR AS TIRAS, PARA UM BOM ACABAMENTO, COLE FAZENDO UMA PEQUENA DOBRA COMO NA IMAGEM ACIMA, DEPOIS FAÇA A DOBRA FINAL ENVOLVENDO CADA LADO DA TIRA. REPITA A OPERAÇÃO NA OUTRA TIRA .

FAZENDO CHINELOS DE PELE 3.png

DEPOIS DE FRESADOS OS FUROS, BASTA MONTAR AS TIRAS NORMALMENTE.

Nesta outra sequência de imagens, abusamos da criatividade em demonstrar como se faz uma verdadeira 'sandália de inverno', irresistível a toda mulher vaidosa que dificilmente resistirá a se presentear com esse mimo.  Optamos pela aplicação de uma pele sintética de boa qualidade e com uma aparência muito bonita e natural. A técnica de colagem já abordamos acima, ressaltamos apenas que as tiras neste caso também são revestidas com a mesma pele sintética, dando uma fofura inigualável ao seu produto.  Costurar e virar do avesso as pequenas peças de pele que revestirão as tiras, também dão um ótimo resultado. Vai da habilidade de cada artesão disposto a produzir chinelos e sandálias customizados com peles.    

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG
17 ---Como fazer sandálias e chinelos personalizadas usando adereços como Strass, piercings e bijuterias?

É hora de dar aquele brilho especial ao seu chinelo personalizado, a aplicação de Strass. O Strass é encontrado de várias cores, larguras e preços. Os melhores não oxidam nem perdem o brilho, os mais baratos na verdade não são feitos de pedrinhas de vidro brilhantes, são de plástico e perderão o brilho com muita facilidade. Cuidado com a escolha desses produtos. São aplicados normalmente nas laterais dos chinelos em aberturas fresadas, onde são coladas. Uma atenção para a cola a ser usada. 

COLA para colar Strass.png

Opte por colas tipo Bonder ‘flexíveis’, são as melhores, evite as colas de contato tipo sapateiro, principalmente as a base de água, pois não aderem por muito tempo, sendo motivo de muitas reclamações dos clientes.  As aberturas onde serão colocados os Strass, podem ser feitas por frisadores elétricos e aquecidos por uma resistência, são baratos e práticos, mas podem deixar um trabalho ondulado e soltarem cheiro de fumaça. Os frisadores ou fresadoras elétricas por disco de desbaste são muito mais precisos, principalmente o modelo mostrado abaixo, o modelo PFL da Polymak, industrial,  por além de ter regulagem de profundidade, também proporciona fazer frisagens de diversas larguras, se adequando aos muitos tipos de Strass do mercado. 

FRESADORA-DE-CHINELOS-STRASS.png

COLOCAÇÃO DE STRASS COM FRESADORA DE CHINELOS PROFISSIONAL 

Os piercings são muito fáceis de serem colocados, basta usar um alicate furador para furar as tiras e aplicá-los. Alguns são de abotoar e podem ser retirados ou trocado ao gosto do cliente. Outros são de rebite, que precisam ser aplicado por um acessório especial, mas de fácil manuseio.

Os chinelos personalizados com strass e outras bijuterias terão o valor muito elevado no mercado, agregando muito valor ao seu produto e a sua marca.   

ALICATE-FURADOR-PARA-CHINELOS.PNG

ALICATE FURADOR FURANDO AS TIRAS PARA COLOCAÇÃO DE PIERCINGS

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

18 ---Como colocar o logotipo da sua marca nos chinelos e sandálias.

A forma da colocação de seu logotipo com a sua marca nos chinelos e sandálias vai depender também da forma que será feita a personalização.

     -se a personalização será feita por sublimação ou transfer, seu logotipo deverá já ser introduzido junto com o desenho ou imagem a ser impressa em papel sublimático e aplicado ao solado.

     -se a personalização foi feita por aplicação de tecido colorido e já estampado, usando termocolantes, pela superfície do chinelo já ser colorida, a aplicação do logotipo usando uma imagem por sublimação poderá não aparecer bem, se misturando com o fundo colorido da impressão. Neste caso, recomendamos que imprima vários pequenos logotipos em um papel transfer, recorte um a um. Posicione seu logotipo sobre o solado e leve à prensa térmica. O papel transfer tem um fundo branco, o que tornará seu logotipo bem visível.

     -caso sua sandália seja de cor clara ou branca, não recebeu nenhuma personalização por imagem, e apenas quisermos colocar um logotipo nela, teremos que imprimir e recortar uma folha impressa em papel sublimático ou papel transfer com vários logotipos impressos, escolha um recorte e posicione seu logotipo sobre o solado e leve à prensa térmica.  Caso seu logotipo seja apenas de uma cor,  poderá imprimir seu logotipo diretamente sobre o solado usando Silk screen. A vantagem do Silk é que poderemos usar tintas especiais , como prata ou dourado. Ficará muito bonito e elitizado.

     -caso sua sandália seja de cor escura, não recebeu nenhuma personalização por imagem, e apenas quisermos colocar um logotipo nela, teremos que imprimir e recortar uma folha impressa em papel transfer (por ter fundo branco) com vários logotipos impressos, escolha um recorte e posicione seu logotipo sobre o solado e leve à prensa térmica.  Caso seu logotipo seja apenas de uma cor,  poderá imprimir seu logotipo diretamente sobre o solado usando Silk screen. A vantagem do Silk é que poderemos usar tintas especiais, como prata ou dourado. Ficará muito bonito e elitizado.  

MARCANDO-LOGO-EM-CHINELOS.PNG

    -caso queira ‘gravar’ seu logotipo em alto e baixo relevo, sem a utilização de cores, poderemos usar uma marcadeira térmica, que fará a gravação de seu logotipo de forma definitiva sobre a borracha microporosa. A Polymak tem um equipamento destinado a essa finalidade. Tome cuidado pois existem algumas marcadeiras no mercado que apenas espremem a borracha por alguns segundos, mostram que ficou marcado mas depois de alguns minutos a marca desaparece, dando a ilusão de que o processo funcionou.  Muita cautela na escolha de equipamentos rústicos e sem confiabilidade, sua marca estará em jogo.  

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

19 --Como atrair o olhar dos clientes e agregar valor aos chinelos e sandálias depois de prontas?

Agora que já sabemos como se faz um bom par de sandálias e chinelos, já sabemos escolher a melhor borracha microporosa, a melhor borracha sintética ou a melhor SBR, também já sabemos escolher a melhor tira para nossos chinelos, também soubemos escolher a melhor forma de aplicar imagem para seu segmento, que também soubemos escolher os melhores adornos ou bijuterias a serem aplicadas em nosso chinelo e sandália e finalmente aprendemos a escolher as melhores máquinas de fazer chinelos, chegou a hora do principal, tornar o produto mais visível e atraente para nossos clientes. Temos que ter em mente que não só venderemos nossos chinelos e sandálias para as pessoas diretamente, mas também para lojistas e revendedores. Estes querem um produto que se destaque dos que eles já tem em suas lojas, assim como nossa página na web também precisa prender os olhos dos consumidores por termos produtos exclusivos, com algo a mais. Então pensamos , o que seria esse algo a mais?    Seja o que for, não poderá aumentar muito o custo das sandálias e chinelos. Pensando nisso desenvolvemos uma linha de produtos para tornar seu produto mais atraente. Temos uma linha de pequenas facas em formatos variados para aproveitamento da borracha que sobra, que iria ser jogada fora, portanto a custo quase zero. Esses chaveirinhos têm formatos diferentes e ainda podem ser solicitados em formatos exclusivos sob encomenda. Temos em formato de chinelinho, peixes, pranchas de surf, corações, flores, carrinhos, coqueiro, tartaruga, coração e muitos outros mais. Além de agregar valor ao produto, ainda passão a impressão que estão levando algo a mais. Clique acima em nosso álbum de imagens, e veja quanto bonitos seus chaveirinhos de brindes podem ser , além de poderem ser comercializados separadamente, gerando um negócio paralelo ao de produção de chinelos. 

 

agregando-valor-a-chinelos-e-sandálias-chaveiros-e-cabidinho.png

VEJA MAIS CHAVEIROS FEITOS DE SOBRAS DE BORRACHA EM ''ALBUNS DE IMAGENS''

Outra opção muito viável para tornar seu produto irresistível aos olhos de seus clientes, é agregar ao produto uma embalagem personalizada para seus chinelos e sandálias. Pode parecer complicado, mas não é. A máquina de cortar chinelos tipo calandra (de rolos) Polymak modelo PC3 manual ou PC3E elétrica / automática, por ter 30 cm de boca, permite não só fazer chinelos e sandálias, mas permitem também que se produzam outros produtos, como caixinhas para bijuterias, doces, cupcakes, forminhas para doces finos, caixas para perfumes, imãs para geladeira, produtos em EVA e muito mais. Para mais informações sobre como fabricar esses produtos, acesse www.polymak.com.br.  

Além das embalagens para os chinelos que ela mesma produz, poderá também gerar uma outra fonte de renda, paralela ao seu já de sucesso negócio de fabricar chinelos e sandálias.  Temos uma sugestão de modelo de embalagem que poderá ser aprimorada sob encomenda e atender ao design criado por cada cliente, para que este tenha sua própria embalagem para chinelos personalizada e exclusiva. Veja abaixo a diferença que faz uma embalagem no visual de seu produto. Embalados seus chinelos e sandálias além de serem muito mais aceitos em lojas e revendedores, ficarão perfeitos para serem oferecidos como presentes. Veja na imagem abaixo, uma noção básica de como ficariam seus produtos. Deixaremos então que cada fabricante de chinelos e sandálias crie suas embalagens nas cores que desejar e ainda decorar com os laços e fitas maravilhosos, que vão encantar seus exigentes clientes. Para finalizar, as embalagens poderão ser personalizadas com nomes, desenhos e logotipos usando uma impressora comum tipo A3 (são maiores que as normais) . As embalagens podem também serem impressas pelo processo de sublimação, transfer ou ainda por silk screen , os mesmos sistemas de impressão que estivermos usando para a personalização de nossos chinelos e sandálias.  

Para que esse processo seja econômico, basta imprimir quatro ou mais logotipos ou imagens relacionadas ao seu produto em uma folha A4 adequada a sua opção de sistema de personalização, cortar a folha impressa em 4 ou mais partes e  colocar sobre a embalagem já cortada e colocar em sua prensa térmica, pronto , sua embalagem terá seu logotipo ou nome de sua marca.  

Lembre também que você poderá fazer parcerias com lojas de roupas e acessórios de praia ou outras, e produzir chinelos e sandálias para eles , com o nome deles. 

Esses e outros detalhes que abordamos aqui, serão de suma importância sobre a montagem, divulgação e apresentação de seus produtos, e o sucesso de seu negócio. 

MAQUINA-DE-FAZER-CHINELO-CORTANDO-CAIXAS-E-BOLSAS.PNG

 VEMOS ACIMA UMA MÁQUINA DE FAZER CHINELO TIPO CALANDRA CORTANDO O FUNDO DE UMA CAIXA PARA CHINELOS EM CARTÃO, E DEPOIS A TAMPA EM ACETATO PLÁSTICO, FORMANDO UMA BELA EMBALAGEM.              ESSE TIPO DE MÁQUINA DE FAZER SANADÁLIAS TAMBÉM PODE FAZER BOLSAS DE PAPEL PARA O TRANSPORTE DOS CHINELOS E SANDÁLIAS. 

Veja e avalie o quanto valorizará suas sandálias e chinelos só por estarem acondicionadas dentro de uma embalagem parsonalizada.

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

20 -- Chinelo é tudo igual ou tenho como criar um modelo próprio?

É muito simples criar uma linha própria, com um desenho de solado diferenciado da concorrência.  Esse pode ser seu diferencial entre outros modelos de sandálias e chinelos que existem pelo mercado. Seus clientes estão sempre procurando novidades e isso que muitas vezes motiva alguém que nem estava procurando um chinelo novo, a comprar um, simplesmente porque encontrou uma novidade, e que não pode ficar para amanhã.  Abaixo temos um catálogo de sugestões de modelos diferentes, mas caso solte sua imaginação, com certeza irá criar um modelo somente seu.  

chinelos-modelos-diferentes.png
modelos-de-chinelos-e-sandalias-diferentes.png

VALE INFORMAR QUE O MODELO A1 É PATENTEADO.     MAS OS OUTROS MODELOS NÃO TEM RESTRIÇÕES DE PRODUÇÃO.

 

 

 

 

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG

21 -- Consigo fazer rasteirimhas também?

Consegue sim. Para a fabricação de sandálias e chinelos tipo rasteirinha, usando o processo de fabricar chinelos que já vimos acima, bastará trocar a borracha microporosa de 15mm pela borracha microporosa de 10mm (aproximadamente). Para que sua sandália fique realmente bonita, será preciso trocar a faca com o desenho tradicional por um diferente, mais delgado, fino e delicado, como os modelos Slin ou outros tão belos como os encontrados em nosso catálogo de modelos visto acima. 

Mas caso queira fazer rasteirinhas com couro de verdade , tipo sola, como vemos abaixo, precisará também usar outras facas, pois as tiras são feitas também em couro ou outros materiais, isso necessita de furações especiais no solado.   Neste caso usaremos as facas para cortar os solados tipo rasteirinha sem furos.  Cortaremos com essa faca sem furos primeiramente a sola, que deverá ser em couro natural ou borracha maciça. Depois usaremos a mesma faca sem furos para cortar a parte de cima da rasteirinha, a palmilha, em  cartão couro.   Este cartão é apropriado para calçados e bolsas, facilmente encontrado em lojas do ramo calçadista .   Esta palmilha cortado em cartão couro deverá ser encapada com algum material de sua preferência, como laminados plásticos, lonas, tecidos rústicos e outros mais, use a imaginação para criar novidades. Usando um gabarito copiado de outra sandália, marque e fure com um vazador apropriado as aberturas por onde passarão as tiras da sua rasterinha.   Introduza as tiras pelas aberturas e cole como na imagem mais abaixo. Depois basta colar a sola de couro ou borracha na palmilha em cartão couro já revestida com o tecido de sua preferência. Lembrando de sempre usar colas de máxima qualidade a serem usadas na produção de suas rasteirinhas.   

CORTANDO RASTEIRINHA EM COURO DE SOLA.png

RASTEIRINHA FEITA EM COURO NATURAL TIPO SOLA  E  PALMILHA REVESTIDA EM LAMINADO PLÁSTICO DOURADO TEXTURIZADO.

FAZENDO RASTEIRINHA DE jeans 1 .png

--IMAGEM DO CORTE DA SOLA DE BORRACHA MACIÇA E DA PALMILHA EM CARTÃO COURO.

--APLICANDO COLA NA PALMILHA E NO TECIDO.

--RECONTANDO O TECIDO PARA DOBRA.

 

FAZENDO RASTEIRINHA DE jeans 2 .png

--APLICANDO COLA  NA PALMILHA.

--DOBRANDO A VIRA PARA DENTRO, NOTE OS CORTINHOS AUXILIARES.

--USE UM ALICATE PARA ALARGAR UM PEDACINHO DE MANGUEIRA PARA UNIR AS CINTAS PLÁSTICAS E FORMAR AS TIRAS DA RASTEIRINHA.

 

FAZENDO RASTEIRINHA DE jeans 3 .png

--DEPOIS DE PERFURADAS AS PALMILHAS, MONTE AS TIRAS E COLE BEM.

--PARA A PERFEITA MONTAGEM DAS TIRAS, USE UM GABARITO PARA CALÇADOS NO FORMATO DE UM PÉ.

--LIMPE O SOLADO DE BORRACHA COM SOLVENTE PARA COLA E APLIQUE A COLA.

--APLIQUE A COLA NA PALMILHA TAMBÉM.

--PASSADO O TEMPO INDICADO PELO FABRICANTE DA COLA, JUNTE AS PARTES.

máquinas-hidráulicas-para-fazer-rasteirinhas.png

CHAMAMOS A ATENÇÃO PARA UM DETALHE : QUANDO FORMOS PRODUZIR RASTEIRINHAS EM COURO NATURAL TIPO SOLA OU BORRACHA MACIÇA, RECOMENDAMOS A UTILIZAÇÃO SOMENTE DE MÁQUINAS DE ACIONAMENTO HIDRÁULICO, E COM CAPACIDADE DE NO MÍNIMO DE 16 A 20 TONELADAS.     MÁQUINAS DE ALAVANCA, MOTORIZADAS OU DE MANIVELA NÃO TEM PRESSÃO SUFICIENTE PARA EXECUTAR ESSE TIPO DE TRABALHO. ACIMA TEMOS DOIS EXEMPLOS. O MODELO PH1 COM 16 TONELADAS TEM CAPACIDADE PARA CORTAR BEM A BORRACHA MACIÇA.  JÁ O MODELO PH2 COM CAPACIDADE DE 20 TONELADAS CORTA SEM PROBLEMAS O COURO DE SOLADO NATURAL E TODOS OS DEMAIS MATERIAIS QUE COMPORÃO SUAS RASTEIRINHAS.

TIRA-DE-STRASS LARGO.PNG
solucoes-seguras.png

ESTE É UM CURSO SÉRIO, PRODUZIDO POR QUEM TRABALHA COM O ASSUNTO,  PODE CONFIAR.

computer-pink.png
CASO HAJAM DISCORDÂNCIAS SOBRE ALGUM ASSUNTO, ESTAMOS ABERTOS A CORREÇÕES E A ACRESCENTAR NOVAS TÉCNICAS, PRODUTOS E TECNOLOGIAS.
Oferecemos treinamentos com foco no aprendizado prático.

Implantação

 

Converse conosco sobre seus planos de implantação de seu negócio de fabricar chinelos e sadálias.

Desenvolvimento

 

Ajudaremos na escolha de sua máquina de cortar chinelo, a que melhor se adapta a seu perfil e de seu negócio de sucesso.

Suporte

 

Damos suporte para a melhor utilização de sua máquina de fazer chinelos e como tirar todo proveito delas.

Design

 

Crie sua própria linha de chinelos personalisados, temos um catálogo de modelos a sua escolha, não custa nada mais iniovar.

LOGO POLYMAK.jpg
logo  watzap poly.gif
logo  claro poly.gif

                                           TELEFONE FIXO           11- 2093-1710

 
polymak@polymak.com.br

 

Rua Diamante Preto 739
Chacara Califórnia - São Paulo - SP

 

contador gratuito